As estradas brasileiras estão em constantes ajustes e melhorias, mas em dias de chuva, mesmo as rodovias em condições estáveis merecem atenção por parte dos motoristas. Gestores de frota devem ficar atentos à saúde dos veículos e também aos treinamentos periódicos e de reforço com boas práticas e direção preventiva com profissionais da direção. 

Por isso, durante os períodos chuvosos todos devem redobrar os cuidados, já que a chuva dificulta a visibilidade e gera instabilidade na pista. A água na pista pode ocasionar deslizamentos decorrentes da falta de atrito entre a roda e o asfalto, além da dificuldade de visibilidade. 

Confira algumas dicas para motoristas, gestores e responsáveis pela manutenção dos veículos:

– Farol sempre ligado

Além de ajudar a enxergar melhor o que está pela frente, os faróis alertam os veículos que estão atrás para a sua presença na pista.

– Velocidade controlada e reduzida

Quanto mais escorregadia a pista estiver, maiores serão as chances de ocorrer uma derrapagem. Reduzir a velocidade é uma diretriz básica para dirigir caminhões e veículos de grande porte na chuva, para evitar acidentes.

– Evitar freadas bruscas

Os pneus podem perder o contato com o asfalto em qualquer mudança de direção brusca em dias chuvosos, causando a aquaplanagem. Para evitar acidentes, a orientação é não frear o caminhão bruscamente ou mudar de velocidade de forma inesperada.

– Saiba o momento de parar

Se a visibilidade está prejudicada, não arrisque. Por mais que existam trajetos e prazos a cumprir, a segurança do motorista, veículo e carga estão sempre em primeiro lugar. Em caso de temporais, busque um local para parar e esperar até que a chuva diminua.

– Pneus em dia

Ainda na garagem, antes da partida, verificar a situação dos pneus é fundamental. O TWI (indicador de desgaste da banda de rodagem do pneu) é um dos itens que devem ser avaliados pelo condutor e pela equipe mecânica da frota. A verificação é para identificar quando o pneu está “careca”, ou seja, não possui mais aderência com o solo e deve ser trocado. A manutenção dos sulcos dos pneus também é fundamental, pois eles expelem a água da pista pela parte de baixo, evitando assim a falta de atrito do caminhão com o solo. A falta da calibração pode ocasionar a aquaplanagem.

– Revisão Geral

A revisão do veículo antes de viajar é de extrema importância, inclusive de itens simples, como nível de água, limpeza de para-brisas, posição dos retrovisores.

A visibilidade fica restrita às chuvas fortes. As palhetas do limpa vidro, por exemplo, devem ser conferidas antes da viagem, para que não atrapalhem a visão e não prejudiquem a direção.

– Distância Segura

A Direção preventiva também inclui manter distância da traseira de veículos, principalmente, quando a chuva estiver mais forte, pois a visibilidade será prejudicada pela água respingada de outros carros.

Lembre-se: a prevenção na estrada, na garagem, e na gestão, ainda é o caminho mais seguro para garantir trajetos completos e sem riscos ao profissional, à carga e também ao veículo.