Smart News – Boletim semanal

Olá, leitor! Mais uma semana chegando ao fim e mais um Smart News na área. Chegamos com o nosso boletim semanal sobre tudo que aconteceu de mais relevante durante os dias 23 a 28 de abril.

Por aqui, todas as sextas-feiras, ao meio dia, reunimos os fatos mais importantes da semana nos setores de:

  • Transportes de diversos segmentos
  • Logísticas
  • Tecnologias
  • Economia
  • Agronegócio

Fique de olho no nosso balanço semanal e tenha a informação na palma da sua mão. 

Smart News, a semana resumida, a informação completa.

Boa Leitura!

Valor da Hora Parada tem reajuste por parte da ANTT 

O valor passa a ser de R$ 2,21, de acordo com correção feita pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulado no período de abril de 2022 a março de 2023.

A Agência Nacional do Transportes Terrestres (ANTT) divulgou nesta segunda-feira (24) o novo valor da Hora Parada para carga e descarga. O valor que era de R$ 2,12 passará a ser de R$ 2,21 e é devido aos transportadores por cada hora de espera adicional. 

De acordo com a lei nº 11.442, o prazo máximo para carga e descarga de um veículo rodoviário de cargas é de cinco horas, tanto para Transportador Autônomo de Carga (TAC), como para Empresa de Transporte Rodoviário de Cargas (ETC). Caso o transportador fique  mais tempo que o permitido, o contratante deverá pagar o valor calculado pela equação: toneladas x horas x R$ 2,21. 

O reajuste é feito anualmente de acordo com INPC – índice que mede a inflação – entre abril do ano anterior e março do ano vigente. A atualização de 2023 apontou para um acumulado de 4,36% neste período.

Fonte: ANTT; Infotruck; Carretas e Caminhões; Blog do Caminhoneiro.

Economia verde abre portas para startups de tecnologia no agronegócio

Dados do Radar Agtech Brasil mostram que esses novos negócios receberam 85% mais investimentos em 2021 do que no ano anterior. 

Essa pauta vem se destacando cada vez mais no setor da agropecuária no Brasil, e no mundo ganha força entre startups de tecnologia para inovações tecnológicas a fim de fomentar a sustentabilidade do setor. De acordo com Durval Garcia, diretor da GAC Brasil, em entrevista para o Terra, a demanda pela tendência é evidenciada diariamente. “Como um dos maiores produtores agrícolas do mundo, o Brasil precisa constantemente buscar inovações para aumentar a eficiência e a sustentabilidade de suas práticas agrícolas. Além dos players tradicionais, novos atores surgem no processo de digitalização do campo”, ressalta Garcia.

Produtores de alimentos orgânicos também ganham espaço no mercado. Dados da Associação de Promoção dos Orgânicos (Organis) mostram um aumento de 30% no faturamento de 2022 comparado ao ano anterior para estes produtos. “Além de as inovações no setor agrícola possibilitarem a expansão da produção orgânica e a diversificação de produtos oferecidos, o agrotech no Brasil desempenha um papel crucial na promoção de um desenvolvimento agrícola mais sustentável e eficiente, trazendo benefícios tanto para os produtores quanto para os consumidores e o meio ambiente”, diz Garcia.

De acordo com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), a economia verde é definida pela baixa emissão de carbono, maior eficiência em termos de uso de recursos naturais e maior inclusão social.

Fonte: Terra; Radar Agtech Brasil

Preço do diesel recua e volta ao patamar pré-guerra 

Depois de 14 meses de conflito entre Rússia e Ucrânia, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) voltou a registrar antigos valores para o combustível

Segundo o levantamento semanal  da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) , na terceira semana de abril, o preço médio do diesel foi comercializado pelo menor valor desde fevereiro de 2022, apontando para um valor médio de R$ 5,46 o litro.

O conflito entre os países, aliado à alta do dólar,  fez com que o preço do diesel disparasse, atingindo a marca de R$ 7,57 em junho do ano passado. A gasolina e o etanol também foram impactados pelos valores do barril de petróleo, sendo comercializados por R$ 7,39 e R$ 5,44, respectivamente.

Apesar da persistência do conflito, os choques inflacionários diminuíram e os dólares voltaram às economias emergentes. As altas taxas de juros em todo o mundo afetaram a economia global e reduziram a demanda por energia, levando à alternativas para reduzir os preços dos combustíveis, como a desoneração de impostos e a diminuição da incidência do ICMS em 2022. A queda na demanda mundial por petróleo também contribuiu para a estabilidade dos preços, mas as ameaças da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) de cortar a produção têm causado uma preocupação no mercado.

Fonte: G1; InfoTruck

Volkswagen irá iniciar produção de caminhões e ônibus na Argentina

A montagem dos veículos deve iniciar no último trimestre de 2023; Nova sede da empresa alemã faz parte de um plano de expansão global, diz Estadão.

A Volkswagen Caminhões e Ônibus investiu cerca de US$ 300 milhões para produzir veículos na Argentina, com a inauguração da fábrica prevista para o último trimestre de 2023. A sede será em Córdoba – aproximadamente 700 quilômetros da capital Buenos Aires – , e inicialmente serão produzidos modelos das linhas de caminhões Delivery e Constellation, além dos chassis de ônibus Volksbus.

A empresa, que é parte do Grupo Traton, que inclui MAN, Scania e Navistar, espera fabricar cerca de 3 mil unidades na Argentina em 2024 e não descarta a possibilidade de produzir o E-Delivery no futuro. 

De acordo com a CNN Brasil, a expansão de mercado já havia sido divulgada em dezembro de 2022 e faz parte de uma estratégia global do Grupo Traton. 

No Brasil, a Volkswagen tem sede em Resende – RJ e, atualmente, produz as versões mais atualizadas dos modelos citados, além de ter desenvolvido o primeiro veículo elétrico na América do Sul , o E-Delivery.

Fonte: Estadão; CNN Brasil

Até a próxima semana!

NAVEGAÇÃO RÁPIDA

Posts Relacionados

4  Desafios da Gestão de Combustível em Construção Civil Notícias

4  Desafios da Gestão de Combustível em Construção Civil

Em empresas do setor da construção civil, o consumo mensal de combustível é altíssimo. Para que tenha uma base, as organizações usam mensalmente 50 mil, 150 mil e […]

CONTINUE LENDO
Gestão de Abastecimento: Automação x Manual Notícias

Gestão de Abastecimento: Automação x Manual

A automação na gestão de abastecimento da frota de veículos traz muitas dúvidas, principalmente quando comparada com a forma manual. Isso porque o controle do abastecimento interno tem […]

CONTINUE LENDO

Inove a gestão da sua frota e começa a economizar diesel Hoje mesmo

FAÇA UM ORÇAMENTO