Depois da crise enfrentada por conta da Covid-19, as importações de produtos para os Estados Unidos começam a ter alta após a retomada da economia. O que é a demonstração de um quadro saudável e de avanços, porém, está causando dor de cabeça no mercado de logística norte-americano.

A falta de caminhões e caminhoneiros têm provocado o acúmulo de navios cargueiros em portos, impedindo que os itens sejam descarregados adequadamente, especialmente nos portos de Los Angeles e Long Beach. Já houve um aumento de 50% no tráfego marítimo da região. 

Por conta desse movimento, especialistas já indicam que as tradicionais compras de fim de ano devem ser adiantadas para evitar que as entregas ocorram após os feriados.

 

Por que faltam opções em transporte terrestre?

Uma forma de combater esse acúmulo de cargas nos portos do país é a logística realizada por transporte terrestre. Porém, a falta de caminhoneiros e caminhões é um problema que está impactando também o setor. Estima-se que existam, em média, 16 cargas para cada caminhão que está na região dos portos. Como alternativa, grandes marcas de varejo nos Estados Unidos estão transportando suas cargas por aviões. 

A escassez de profissionais motoristas já vem se acumulando há alguns anos no país, por conta da oferta feita a estes caminhoneiros, que exigem melhor estrutura nas rodovias, além de condições trabalhistas. Já está sendo solicitada e estudada a importação de mão-de-obra, mas que também traz o ônus de falta de conhecimento das rodovias, com um período de adaptação reduzido por parte dos imigrantes, por conta do senso de urgência de suprimento da carência do mercado. 

O governo dos EUA já tem adotado algumas práticas para reduzir o problema, como redução na burocracia para os cursos de formação de novos motoristas, além de reduzir o tempo desse processo e mudar a idade mínima para que os jovens possam dirigir carretas (mudando de 21 para 18 anos) visando jovens que tenham deixado o serviço militar e outros que tenham terminado o ensino médio.

 

Como o mercado pode se preparar

Se os custos operacionais com recursos humanos estão subindo, é necessário buscar alternativas para manter a receita em empresas que utilizam frotas próprias em seus transportes.

A alta do combustível também é um fator a ser considerado, pode ser estrategicamente reduzida pelo gestor de frota com alternativas que mensuram o consumo de diesel e busquem, a partir do controle, reduzir custos operacionais.

A Link2Pump, braço internacional da CTA Smart, opera nos Estados Unidos com este objetivo: ampliar o poder de dados e informações em todas as operações da gestão de frota, dando uma visão de consumo de combustível mais clara e essencial na tomada de decisões estratégicas.

Nossa solução também atende o mercado de indústrias com controle de abastecimento, relatórios para reembolso de impostos e informações em formato de notificações, para gestores estarem sempre atentos sobre quantidades consumidas e em estoque.

 

Sobre o Grupo CTA Link 2 Pump

Após mais de 10 anos fornecendo nossa solução – CTA Smart – crescemos para atender clientes em toda a América do Norte, Central e do Sul. Nosso objetivo é prestar excelência no gerenciamento de combustível em nível mundial, ajudando empresas de todos os portes a economizar tempo e dinheiro com a gestão de consumo de diesel. Saiba mais em nosso site http://ctasmart.com.br ou em http://link2pump.com

marketing CTA SMART
Coo