Smart News – Boletim semanal

Olá, leitor! Chegamos com mais uma edição do Smart News por aqui. O seu boletim semanal atualizado sobre tudo que aconteceu de mais relevante durante os dias 15 a 19 de janeiro.

Por aqui, todas as sextas-feiras, ao meio dia, reunimos os fatos mais importantes da semana dos setores de:

  • Transportes de diversos segmentos;
  • Logísticas;
  • Tecnologias;
  • Economia;
  • Agronegócio.

Fique de olho no nosso balanço semanal e tenha a informação na palma da sua mão através do nosso Instagram e Linkedin!

Smart News, a semana resumida, a informação completa.

Boa Leitura!

EMBRAPA e Cimabra se unem para criar agromantas de lã de ovelha para proteger mudas de árvores

Anunciado durante a 16ª Agrovino em Bagé (RS), o convênio firmado entre a Embrapa Pecuária Sul e a Cimabra visa desenvolver agromantas a partir de lã ovina de finura grossa, que serão utilizadas para proteger mudas de árvores frutíferas. O projeto, com duração prevista de três anos, inclui desde o desenvolvimento de protótipos até testes em campo. Magda Benavides, pesquisadora da Embrapa Pecuária Sul, destaca que a inovação pode beneficiar o cultivo de árvores frutíferas, trazendo ganhos em produtividade, sustentabilidade, e redução de custos, além de oferecer uma nova utilização para tipos de lã atualmente sem demanda.

Vsntagens incluem a capacidade de absorção e liberação lenta de água da chuva, bloqueio da luz solar para manter a umidade e inibir o crescimento de plantas indesejadas, reduzindo a necessidade de insumos químicos e mão de obra. A lã, por ser biodegradável, também funciona como fertilizante devido ao seu teor de nitrogênio e enxofre. As agromantas serão inicialmente testadas em mudas de oliveiras e nogueira-pecã, comuns no Rio Grande do Sul, mas também possuem potencial para outras espécies arbóreas e olericultura. O projeto busca validar a eficácia, viabilidade econômica, produção e uso desta tecnologia.

Este projeto representa uma oportunidade significativa para os ovinocultores. A pesquisa avaliará não só os benefícios agronômicos das agromantas, mas também a viabilidade econômica de sua produção e uso. Magda Benavides aponta que, se bem-sucedido, o projeto pode oferecer uma nova fonte de renda para os produtores de lã, especialmente considerando a crise de longa data no mercado de lã, agravada pela pandemia. Lãs mais grossas, especificamente, têm baixo valor de mercado, muitas vezes não cobrindo nem os custos de tosquia. Portanto, o sucesso deste projeto poderia revitalizar a indústria da lã, especialmente para lãs de qualidade inferior.

Fonte: Sou Agro 

Seca histórica no canal do Panamá desafia comércio global

A pior estiagem do século na América Central tem provocado níveis de água extremamente baixos no Canal do Panamá, afetando sua operacionalidade. O canal de 80 quilômetros, enfrenta uma crise sem precedentes devido a uma combinação de El Niño e mudanças climáticas. O sistema de funcionamento do canal utiliza água doce para conectar os oceanos Atlântico e Pacífico. É necessário 200 milhões de litros de água doce para cada navio. A água vem da mesma fonte que abastece a população do Panamá.

Em condições normais, entre 34 e 36 navios atravessam o canal por dia, mas no momento foi necessário uma diminuição drástica tanto no número de trânsitos diários de navios quanto na capacidade de carga, impactando seriamente o comércio marítimo global. Nesta semana, apenas 25 navios puderam fazer a travessia diariamente. A previsão é de redução ainda maior em fevereiro, quando não mais de 18 embarcações poderão cruzar o canal.

Grandes companhias de navegação estão sendo forçadas a buscar rotas alternativas, aumentando os custos e os tempos de trânsito. Mais de 40% dos bens de consumo comercializados entre a Ásia e a costa leste dos Estados Unidos passam por ele. Para o desvio de rota, é necessário uma viagem de 13.000 quilômetros de extensão, passando por águas perigosas no extremo sul da América do Sul.

Diante desta situação, países estão buscando rotas alternativas. O México está perto de concluir o Corredor Interoceânico, uma rota ferroviária que liga os oceanos Pacífico e Atlântico. A crise no Canal do Panamá aumenta o risco de escassez de produtos e inflação no curto prazo, evidenciando a vulnerabilidade das cadeias de abastecimento globais às mudanças climáticas e conflitos internacionais. A estiagem ocorre ao mesmo tempo que o Canal de Suez tem registrado ataques que fizeram com que grandes empresas tivessem que cancelar rotas pela região.

Fonte: Veja

Acordo pretende conectar máquinas agrícolas à internet de alta velocidade no Brasil e EUA

Ao longo deste ano, John Deere e Starlink conectarão tanto máquinas agrícolas novas quanto as que já estão em operação através de internet por constelação de satélites de baixa órbita. Estima-se que cerca de 70% da área plantada no Brasil não esteja conectada, enquanto nos Estados Unidos, apenas 30%. 

A tecnologia vai viabilizar funcionalidades como controle autônomo, compartilhamento imediato de dados, diagnósticos realizados remotamente, suporte técnico especializado e a comunicação integrada entre os equipamentos. A iniciativa foi anunciada pelo proprietário da SpaceX, Elon Musk, que afirmou que a opção da sua empresa é ideal para o espaço rural, enquanto o diretor de tecnologia da John Deere informou que o acordo maximizará o valor da conectividade em operações agrícolas de grande escala. 

A Deere & Company testou os serviços da Starlink por pelo menos oito meses antes de firmar o acordo, garantindo assim a eficácia e a adequação da solução para as necessidades do setor agrícola. O hardware foi projetado para resistir a condições agrícolas severas, garantindo sua durabilidade e confiabilidade em ambientes rurais. O acordo se alinha à tendência de integração da tecnologia na agricultura, sobretudo ao Agro 4.0. 

Para utilizar a solução, a John Deere se encarregará de instalar o terminal da Starlink em máquinas compatíveis, acompanhado de modem para conectar as máquinas ao “John Deere Operations Center”, sistema de gerenciamento de fazenda on-line que permite acesso às informações da fazenda em qualquer lugar.

Fonte: Globo Rural e Canal Rural

Brasil prevê aumento de 5,5% na produção de café para safra 2024/25 apesar da queda nas exportações

A Conab prevê uma produção de 58 milhões de sacas de café na safra 2024/25, um aumento de 5,5% em relação à temporada anterior. Esta elevação se deve à bienalidade positiva e à recuperação das produtividades afetadas por eventos climáticos adversos desde 2021. A área total destinada à cafeicultura no Brasil deve crescer levemente para 2,25 milhões de hectares, com a produtividade média nacional estimada em 30,3 sacas por hectare. As variedades arábica e conilon mostram aumentos significativos na produção e área de plantio.

Minas Gerais, principal estado produtor, deve responder por mais de 29 milhões de sacas. Há também um aumento esperado na produção nos estados de São Paulo, Bahia, Rondônia, Rio de Janeiro, Mato Grosso e Goiás. No entanto, as exportações brasileiras de café sofreram uma queda tanto em volume quanto em receita em 2023, devido à limitação de estoques e problemas climáticos anteriores. Apesar disso, a produção mundial de café está prevista para aumentar na safra 2023/24, com o Brasil, Vietnã e Colômbia liderando o crescimento.

Enquanto o consumo global de café atinge um novo recorde, com 169,5 milhões de sacas previstas, a expectativa para a produção brasileira é otimista. A estabilidade na área de café no Brasil tem sido compensada pelos ganhos de produtividade, impulsionados por avanços tecnológicos no setor cafeeiro. Este cenário sugere uma perspectiva positiva para o café brasileiro nos próximos anos, apesar dos desafios enfrentados nas exportações recentes.

Fonte: Globo Rural

Posts Relacionados

Tecnologia e inovação no abastecimento de máquinas pesadas: como manter sua operação à frente do mercado Notícias

Tecnologia e inovação no abastecimento de máquinas pesadas: como manter sua operação à frente do mercado

O abastecimento de máquinas pesadas em diferentes segmentos de mercado, como construção civil, mineração e agrícola, revela desafios substanciais para os gestores. Primeiro, são setores que movimentam montantes […]

CONTINUE LENDO
Segurança e eficiência: investindo com confiança na automação do abastecimento interno Notícias

Segurança e eficiência: investindo com confiança na automação do abastecimento interno

A automação do abastecimento interno é a melhor decisão para gestores que buscam segurança e eficiência. Os gastos com combustível representam uma fatia importante dos custos operacionais em […]

CONTINUE LENDO

Inove a gestão da sua frota e começa a economizar diesel Hoje mesmo

FAÇA UM ORÇAMENTO